quarta-feira, 20 de julho de 2016

Nossos pequenos momentos

Ah, nossos pequenos momentos...
Como os amo... como amo cada um dos nossos pequenos momentos.
Aquela caneca de café quentinho e cremoso que você me leva na cama todas as manhãs - ou a maior parte delas.
Aquelas nossas briguinhas por motivos banais, e fazer as pazes depois delas.
Nossos pequenos momentos que me fazem sentir viva.
Nosso almoço no fim da tarde. E olhar a lua e rir da chuva mansa de Sergipe.

Ah, nossos pequenos momentos...
Uma dose de rum compartilhada entre gargalhadas. E dançar ao som (mental) de ' ...os alquimistas estão chegando...' como se fossemos os donos da praia. Do mundo.
Quanto prazer me dão. Como me fazem amar cada segundo de vida, cada instante ao seu lado. E também os longe de você. Naqueles angustiantes momentos de uma saudade imensa  e tão intensa que afirmam e ampliam o amor em meu ser.

Ah, nossos pequenos momentos...
São esses, outros e cada um deles que elucidam em mim o significado de amar, de querer. São em nossos pequenos momentos que aprendo a ser viva, que enxergo todas as cores, sinto os sabores e cheiros e intensifico todos os sentidos.
Com você aprendi a ser feliz, aprendi que a real felicidade está em cada pequeno momento e não no todo.

Ah, nossos pequenos momentos...
Ah, como eu amo você!