quarta-feira, 22 de maio de 2013

Jogo da Vida

     Das notícias que andam postando, pouco me interessa. Não tenho encontrado algo que chame a atenção há tempos. Talvez seja culpa minha mesmo. Esse tal desinteresse pelo mundo que me castiga os dias tem deixado as coisas sem graça, as cores desbotadas.
     Falta aquela atitude de levantar com o pé direito, olhar-se no espelho e amar. Decidir ser linda e sair tomando resoluções que há meses estão empacadas, trancadas em gavetas e armários. Mas aquela preguicinha chata insiste em incomodar todas as manhãs, 9 vira 11 e 11 vira 13. Metade do dia desperdiçado em três ímpares.
     Desinteresso-me a cada nova manchete. E tenho que admitir, sou persistente, pesquiso, leio, tento, nada me atrai. Preto e Branco, preto branco, cinza em degradê... Procuro nas páginas da internet por uma inspiração, um estímulo, quem sabe de uma notícia surja uma poesia, uma estória, um conto.
    Está cada dia mais difícil. Só vejo falar de futebol, política, saúde e segurança - ou a  falta dela. Fala-se de tudo e  não diz-se nada... É como se de repente acordasse num filme daqueles em que todos conspiram contra você. rsrs. Sentido figurado, claro. Mas tudo é repetido, notícias que já passaram, temas já esbagaçados até o caroço. Sinto falta de criadores. Este mundo está precisando de idéias novas. Estilos novos de música, escritores, pintores, políticos, professores. Mudar tudo.
     Parece radical de mais eu sei. Porém, confesso que seria paradisíaco. Poder começar de novo. Com as experiências que tivemos até hoje, reconstruir do zero a Nação. Como uma segunda partida de um jogo que você já jogou uma vez, entendeu como funciona, e agora vai começar de novo fazendo as escolhas certas.
Ah, seria tão bom começar de novo. Tenho certeza que ganharia essa partida!!!


Postar um comentário