domingo, 15 de maio de 2011

F E L I Z . . .


E de repente tudo muda,
E não é mais necessário ar, pois existe uma outra essência para se respirar.
E num instante, todo o mundo vira de ponta cabeça,
E do fundo de toda a amargura e angústia, surge reluzente;
A felicidade que vem de dentro, crescendo, tomando todo o ser.
E se tem um motivo para acordar, e sem motivo sorrir, e com vontade viver.
Cada dia é mais vibrante, calor que sai do peito, explode em combustão.
E uma certeza n'alma que aumenta a cada segundo;
Amar.
Se não for isso, sinceramente não sei o que pode ser.
Postar um comentário