quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Inverso

Quero escrever, mas não consigo
Quero rodar mundo, estou presa
Voar pelos ares, sair da mesa.
Quero gritar todo meu silêncio
Eliminar de vez esses tormentos.
Espalhar falsas notícias
Rir do alheio ou da polícia.
Poder cantar sem desafinar
Não ter motivos para criticar.
Desejo incessantemente falar,
Dizer, sem me preocupar
Com olhares que vão me olhar
Censurar...
Não quero temer, pois temores...
Ah, já os tenho demais.
Suplico por melhores manchetes
Nos mesmos velhos jornais.

Quero escrever, mas estou presa
Quero rodar mundo, mas não consigo
Voar pelos ares em silêncio
Quero gritar e sair da mesa.
Eliminar falsas notícias
Espalhar de vez esses tormentos
Rir do alheio sem desafinar
Poder cantar com a polícia
Desejo incessantemente criticar
Não tenho motivos para falar
Dizer, sem me preocupar
Com olhares que vão me olhar
Censurar...
Não quero temer, pois temores...
Ah, já os tenho demais.
Suplico por melhores manchetes
Nos mesmos velhos jornais.
Postar um comentário