sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Essencial

Nossa ligação transcende...
Presente, passado, instante...
Com você é sempre risada, é sempre leve, suave...
Nossas conversas são sempre perfeitas...longas, curtas, monólogas, apressadas, desencontradas. Não importa...elas sempre são completas. Porque sentimos um ao outro como ser. E as vezes as palavras não são necessárias.
Está claro que nós precisávamos nos conhecer, talvez até tenhamos atrasado isso. Juntos vamos dominar o mundo... Pink e Cérebro.
Você está enraizado em mim...não tem jeito...não há como mudar. é fato, é feito...Efeito...imediato...
Meu irmão, amigo, querido.
Você pode ter fugido de mim todos esses anos, mas agora que me conheceu está ferrado...nunca mais vai se livrar!!!
Te amo sempre, a cada dia, desde muito tempo.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

O vácuo de uma noite sem expressão!!!

 Passar uma noite sem áudio no computador...
E nessa mesma noite, sem emoticons no msn!!!
...
É difícil     descrever essa sensação...      como se  fosse  um ator no palco amarrado, e sem ouvir a platéia....
AS  ...................sensa...........não..........as... os...
Os emoticons traduzem as expressões... eu não digo simplesmente: Fudeu!
 ...eu digo e faço uma cara de FUdeu!!!...e essa cara...uma hora, 
num vagar pela internet, acaba virando um emoticon.
E sem o som...sem            
 a Morfina tocando... ou uma musica 
qualquer...um video...algo, qualquer
                                                                                          coisa que
                                  faça som!!!! mas...sem o audio do meu
                                                                                                     computador............Tudo....é apenas....                                                                               um eterno eco de teclas que teclam ininterruptamente.

O som do computador de fundo,
                                                                                    os ecos das teclas mortas... e um                     silêncio aterrorizante,                                                                                                                     sufocante, como se além de alguns poucos e baixos sons conhecidos...                                                                                                                                     existisse                                                                                                                                              apenas                   vácuo...                                       silêncio e                                                                                        solidão!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Inverso

Quero escrever, mas não consigo
Quero rodar mundo, estou presa
Voar pelos ares, sair da mesa.
Quero gritar todo meu silêncio
Eliminar de vez esses tormentos.
Espalhar falsas notícias
Rir do alheio ou da polícia.
Poder cantar sem desafinar
Não ter motivos para criticar.
Desejo incessantemente falar,
Dizer, sem me preocupar
Com olhares que vão me olhar
Censurar...
Não quero temer, pois temores...
Ah, já os tenho demais.
Suplico por melhores manchetes
Nos mesmos velhos jornais.

Quero escrever, mas estou presa
Quero rodar mundo, mas não consigo
Voar pelos ares em silêncio
Quero gritar e sair da mesa.
Eliminar falsas notícias
Espalhar de vez esses tormentos
Rir do alheio sem desafinar
Poder cantar com a polícia
Desejo incessantemente criticar
Não tenho motivos para falar
Dizer, sem me preocupar
Com olhares que vão me olhar
Censurar...
Não quero temer, pois temores...
Ah, já os tenho demais.
Suplico por melhores manchetes
Nos mesmos velhos jornais.