quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Café com frio e fel!

Garçom por favor, me traz um café bem amargo,
pra acompanhar esse ódio que brinca no meu estômago.
Vou me sentar aqui do lado de fora pra fumar meu cigarro
Meio molhado pela garoa fria que corta minha pele.
Traz também uma cadeira pr'um amigo solitário
Que vem sofrer a dor dele junto da minha
Ficaremos aqui, embalsamados em ódio
Consumindo café com frio e fel!
Não se preocupe conosco, qualquer coisa chamamos.
Agora vai, não esquece do cinzeiro.
E por favor não repara, pois
O ódio com cinza vira alegria de maconheiro!
Postar um comentário