sexta-feira, 16 de abril de 2010

pequenos devaneios de vivencias

Queria sentir a quietude do silêncio brotando em minha mente
Por um instante paralisar todos os atos, todos os fatos, parar.
E na calada da noite, renovar todo o meu ser, deixar de ser.
Estabelecer nova rota, novo sentido, n'um improviso de renascer
Queria calar todos os sentidos e correr para fora de mim.
providenciar uma nova vivência espontânea e alheia ao viver.
queria ser ou deixar de ser...já nem sei mais...
Postar um comentário