terça-feira, 27 de abril de 2010

Brisa marina



Yo soy un extraño sonido
Yo soy el sol y sombrilla
Yo soy un pensamiento
Que ahora se asombra



Yo soy un puerto de arrepentimientos

Yo soy caminos y montañas
Yo soy el viento que dispersa
En el mar de la esperanza.

sexta-feira, 16 de abril de 2010

pequenos devaneios de vivencias

Queria sentir a quietude do silêncio brotando em minha mente
Por um instante paralisar todos os atos, todos os fatos, parar.
E na calada da noite, renovar todo o meu ser, deixar de ser.
Estabelecer nova rota, novo sentido, n'um improviso de renascer
Queria calar todos os sentidos e correr para fora de mim.
providenciar uma nova vivência espontânea e alheia ao viver.
queria ser ou deixar de ser...já nem sei mais...

terça-feira, 6 de abril de 2010

Wood Allen é o cara!!!

Não sei se essas frases são mesmo dele, mas achei na net  entre aspas, escrito Wood Allen logo abaixo...rs então vou acreditar na sabedoria virtual e publicar como dele os pensamentos a seguir...rs...
Caro, Wodd Allen, se não foi vc que disse isso...me perdoe...não fiz com má intenção...hehehhe...

"Você pode viver até os cem anos se abandonar todas as coisas que fazem com que você queira viver até os cem anos."


"Por que Deus não fala comigo? Se Ele pelo menos tossisse!"


"Mais do que em qualquer outra época, a humanidade está numa encruzilhada. Um caminho leva ao desespero absoluto. O outro, à total extinção. Vamos rezar para que tenhamos a sabedoria de saber escolher."


"Não despreze a masturbação - é fazer sexo com a pessoa que você mais ama."

"Não é que eu tenha medo de morrer. É que eu não quero estar lá na hora que isso acontecer."

"Quando eu era pequeno, meus pais descobriram que eu tinha tendências masoquistas. Aí passaram a me bater todo dia, para ver se eu parava com aquilo."

"Se Deus existe, por que Ele não me dá um sinal de Sua existência? Como por exemplo, abrir uma bela conta em meu nome num banco suíço?"

hauhauhauah...é ou não é O Cara!??!?!?!


quinta-feira, 1 de abril de 2010

talvez esse cigarro tenha me matado...esse com peso na consciência...esse escondido, com medo...
ou não...talvez eu não tenha morrido ainda...
talvez seja só subconsciência visitando o peso da consciência...
talvez os alfabetos e analfabetos tenham resolvido se encontrar...
ou sejam sonhos que se vestiram de pesadelos...
e pesadelos que por um tempo pareceram sonhos...
Quem sabe o sol que quis jantar fora...
ou as estrelas que resolveram sair de dia...

.............
Música linda...vou pegar a letra depois eu termino...