terça-feira, 4 de agosto de 2009

Ser saudável em tempo de crise

É possível ser ecológico, fazer uma alimentação saudável e ainda poupar dinheiro.
Reduzir, reciclar, reutilizar é a melhor máxima a seguir no que toca a proteger o ambiente. Isto aplica-se a tudo, desde o seu local trabalho, à sua higiene, ao jardim e até à cozinha.
Numa época em que tanto se fala de crise nas famílias portuguesas, nada melhor do que ter em conta algumas dicas para não só poupar o ambiente, mas também para poupar na carteira. E o melhor de tudo é que ainda conseguirá uma alimentação mais saudável.

  • Aproveite talos de couves, brócolos, couve-flor e alfaces. Use também as folhas das cenouras e dos rabanetes. É um desperdício deitá-los fora, use-os na sopa ou estufados, ou ainda em cru cortados em pequenos pedaços nas saladas.

  • Se usar fruta e legumes biológicos, pode aproveitar as cascas da maioria. As cascas dos legumes não biológicos podem conter pesticidas usados na sua produção, por isso convém lavá-los muito bem antes de os utilizar. A curgete e a cenoura muito bem lavadas podem ser usadas com casca. A casca da laranja e do limão servem para reconfortantes infusões ou para apaladar alguns pratos.

  • Não deite fora a água em que coze os legumes. Use-a para a sopa ou para cozer o arroz.

  • A água de cozer batatas ou massa também pode ser usada para fazer pão, juntar à sopa ou simplesmente para regar as plantas.

  • Não deixe a fruta estragar-se. Quando estiver muito madura, prepare batidos, purés, gelatinas vegetais ou faça compotas. A maioria da fruta também pode ser congelada.

  • Aproveite pão duro para fazer pão ralado ou açorda.

  • Faça patés vegetais em casa, aproveitando restos de legumes.

  • Torne o seu sal, azeite e vinagre aromáticos. Junte-lhes ervas aromáticas secas, tais como orégãos, tomilho, alecrim, ou alho, por exemplo.

  • Não deite fora comida. Reinvente receitas com os restos de comida. Resto de arroz dá um excelente empadão, sobras de batatas ou outros legumes cozidos pode usar na sopa, restos de estufados use para recheio de rissóis. Em alternativa, pode também congelar a maioria dos alimentos e consumir num dia em que tenha menos tempo para cozinhar.

  • Faça mais refeições com alimentos crus. Irá poupar muito gás, e a sua saúde também agradece, além de que fica com mais tempo para a família.
  • Desligue o forno ou o gás 5-10 minutos antes da comida estar pronta. O calor irá acabar por cozinhar os alimentos. Se usar uma chapa difusora, para além de distribuir melhor o calor da chama durante a cozedura, mantém esse calor por mais tempo quando desligar o fogão.

  • Cozinhe maiores quantidades e congele ou guarde no frigorífico. Por exemplo, pode fazer uma grande panela de sopa e congelar metade.

  • Plante as suas ervas aromáticas. Com 2 ou 3 vasos, conseguirá uma boa variedade de plantas e não precisará de comprar molhos de ervas aromáticas, que muitas vezes nem consegue gastar todos, antes que se estraguem.

  • Aproveite as plantas espontâneas que nascem na horta ou jardim: beldroegas, hortelã, camomila, dente-de-leão. Use-as em saladas ou em infusões.

  • Compre produtos a granel e em embalagens grandes. Por exemplo, compre garrafões de azeite em lagares ou cooperativas e guarde-os em lugares escuros e frescos para não rançarem.

  • Não compre produtos caros e desnecessários para desinfectar fruta e legumes, use simplesmente umas gotas de vinagre misturadas na água para lavar brócolos, couve-flor ou alface.

  • Faça o seu próprio leite de soja, tofu ou iogurtes.

  • Cozinhe em panela de pressão ou a vapor. A cozedura é mais rápida, saudável e usa menos água.

  • Aproveite a água de lavar os legumes para regar as plantas. O ideal é ter sempre debaixo da torneira do lava-louça uma taça grande onde vai recolhendo água.

    Fonte:

    Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-520-Ser%2Bsaud%25E1vel%2Bem%2Btempo%2Bde%2Bcrise.html

Postar um comentário